ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Contribuição de regurgitação tricúspide fetal no primeiro trimestre em análise para os principais defeitos cardíacos.

Contribuição de regurgitação tricúspide fetal no primeiro trimestre em análise para os principais defeitos cardíacos.

Para estimar o valor potencial de avaliação fetal por insuficiência tricúspide nas semanas 11-13 de gestação na predição de grandes defeitos cardíacos.
Nós selecionados para aneuploidias através da medição da translucência nucal, bem como avaliar o fluxo de sangue através da válvula tricúspide para a evidência de regurgitação tricúspide e no ducto venoso para a evidência de reverteu uma onda de 11 0/7 a 13 6/7 semanas de gestação . O desempenho estimado por diferentes combinações de translucência nucal fetal aumentada, insuficiência tricúspide, ducto venoso e reverteu uma onda no rastreamento de grandes defeitos cardíacos foi examinado.
A população do estudo de fetos euplóides incluídos 85 casos com grandes defeitos cardíacos e 40,905 sem defeitos cardíacos. Translucência nucal acima do percentil 95, tricúspide, ou ducto venoso invertido A onda foi observada em 30 (35,3%), 28 (32,9%) e 24 (28,2%) dos fetos com defeitos cardíacos, respectivamente, e em 1956 (4,8%), 516 (1,3%), e 856 (2,1%) dos pacientes sem defeitos cardíacos. Qualquer um dos três marcadores foi encontrado em 49 dos fetos com defeitos cardíacos (57,6%, intervalo de confiança de 95% [CI] 47,0-67,6%) e em 3265 dos sem defeitos cardíacos (8,0%, 95% CI 7,7-8,2 %).
Avaliação do fluxo através da válvula tricúspide melhora o desempenho do rastreio para os principais defeitos cardíacos de translucência nucal e do fluxo no ducto venoso.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21606749

VEJA TAMBÉM:



Texto Original

To estimate the potential value of fetal assessment for tricuspid regurgitation at 11-13 weeks of gestation in the prediction of major cardiac defects.
We screened for aneuploidies by measuring fetal nuchal translucency thickness as well as assessing blood flow across the tricuspid valve for evidence of tricuspid regurgitation and in the ductus venosus for evidence of reversed A-wave at 11 0/7 to 13 6/7 weeks of gestation. The estimated performance of different combinations of increased fetal nuchal translucency, tricuspid regurgitation, and ductus venosus reversed A-wave in screening for major cardiac defects was examined.
The study population of euploid fetuses included 85 cases with major cardiac defects and 40,905 with no cardiac defects. Fetal nuchal translucency above the 95th percentile, tricuspid regurgitation, or ductus venosus reversed A-wave was observed in 30 (35.3%), 28 (32.9%), and 24 (28.2%) of the fetuses with cardiac defects, respectively, and in 1,956 (4.8%), 516 (1.3%), and 856 (2.1%) of those without cardiac defects. Any one of the three markers was found in 49 of the fetuses with cardiac defects (57.6%, 95% confidence interval [CI] 47.0-67.6%) and in 3,265 of those without cardiac defects (8.0%, 95% CI 7.7-8.2%).
Assessment of flow across the tricuspid valve improves the performance of screening for major cardiac defects by fetal nuchal translucency and ductus venosus flow.

VEJA TAMBÉM: